05 junho 2012

Educação Sexual: tem idade certa para começar?

Quando e como falar sobre sexo com nossos filhos?

Uma vez passei por uma situação bastante engraçada com o Italo. Fui a reunião escolar e a mãe de um aluno da sala estava grávida de 8 meses. Ele, com toda espontaneidade de uma criança de 7 anos, exclamou:
- "Que barrigão, hein?! Até parece que tem uma melância ai dentro!"
E eu respondi
- "Tem um bebê ai dentro!"
Ele rebateu:
-"É? E como é que ele foi parar ai?"
Eu e a mãe olhamos uma para a cara da outra com uma cara de 'e agora, o que eu respondo?' e apareceu um amiguinho para arrastá-lo para brincar e nos salvar daquela situação.

Depois da situação fiquei pensado: qual a melhor idade para começar a falar com a criança sobre sexo? Esperar a criança perguntar? Esperar que ocorra uma situação, como uma parente ou amiga próxima grávida, para explicar? E o que falar? Como falar?

Tenho certeza que muitas mães e pais entram em pânico só de pensar nesta conversa. E é complicado mesmo.
Me lembro que com a Rafa, que hoje tem 16 anos, falei quando engravidei do Italo. Fui com ela à Biblioteca e li com ela o livro "De onde Viemos?", o qual eu já tinha consultado e achado a abordagem bem adequada para a situação. O livro tem uma forma natural de explicar o que é sexo, como acontece, quais são as consequências, como a gravidez por exemplo. Foi bem tranquilo e ela entendeu direitinho.
Abaixo transcrevo o artigo do Brasil Escola escrito pela Patrícia Lopes que achei que se encaixa perfeitamente com esta situação.

Sexo: como falar com seu filho

Quando a criança pergunta sobre o assunto e você oferece a ela a resposta verdadeira, está educando-a de maneira correta. Porém, muitas vezes os pais não sabem lidar com algumas perguntas dos filhos referentes a sexo, estudos indicam que talvez por vergonha ou pela educação que receberam, eles não respondem corretamente. Grande parte dos pais, podem não ter tido esclarecimentos sobre o tema em sua adolescência, assim acabam deixando por conta da escola a educação sexual do filho. Entretanto, é no ambiente familiar que a criança pode obter a maior parte da educação. Isso acontece quando os pais oferecem espaço para que as questões sejam colocadas e as respondem com simplicidade, de maneira que a criança compreenda, considerando seu nível de maturidade, bem como suas necessidades emocionais.

Segue abaixo algumas dicas para você superar a timidez e conversar sobre sexo com seu filho:

• Observe sua atitude. Se você diz ao seu filho que sexo é natural e suas reações denotam o oposto, ele as percebem sob forma de informação. Essas reações podem ser: o tom de voz, a segurança nas informações, se está à vontade ou não;

• Não existe uma idade “certa” para ter esse diálogo com seu filho. Ele mesmo dará indícios de que está pronto para falar sobre o tema, ao fazer a primeira pergunta;

• Não estimule a criança a fazer perguntas sobre sexo. Deixe-a à vontade;

• Não ofereça respostas insuficientes, pois a criança continuará perguntando ou procurará obter as respostas em outros ambientes, talvez não muito confiáveis. Nunca minta para o seu filho, posteriormente isso pode fazer com que ele não queira mais falar sobre sexo no contexto familiar.

E você, já falou sobre sexo com suas crianças? Como aconteceu? Foi tranquilo? Conte para mim!

Post legal da Glauciana falando sobre o assunto http://www.coisademae.com/2011/04/voce-fala-sobre-sexo-com-seu-filho/
Posted By: Viviane Pereira

Educação Sexual: tem idade certa para começar?

Share:

Post a Comment

Facebook
Blogger

10 comentários:

  1. Vivi, ainda não tive "esta conversa"com o mais velho, e as perguntas ainda não me colocaram em saia justa. Mas sinto que elas estão chegando e como você tão bem colocou é um momento que criará confiança ou não. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Vivi,

    Sim, as conversas aqui em casa começaram e bem cedo. Larissa sabe que há nomes pras partes do corpo e que são vagina e pênis, sem nenhuma risadinha envergonhada. Mas ela prefere chamar de pepeca e pipo e nós respeitamos, por vezes chamamos também.

    Já explicamos duma maneira que ela entendesse como foi parar um bebê na minha barriga quando o irmão dela eestava a caminho - e ela desejava tanto! Inclusive ela me ajudou a conferir o resultado do exame de farmácia!

    Acho qe quando as coisas acontecem naturalmente não há maiores problemas e é por isso que ela vem fazer perguntas se esquece algo, se tem curiosidade, dúvida sobre esses e outros assuntos.

    Vejo que ela ficou satisfeita ou não e dou liberdade pra ela perguntar, mas sem queimar etapas. - Lembras daquele vídeo da menina perguntando o que é virgem pra mãe por causa do azeite de oliva?

    Ela vai dando o tom da conversa, onde quer chegar e às vezes perguntamos pra ela se não entendemos bem do que se trata pra responder o que ela pergunta, não fazer um tratado sobre sexualidade brasileira.

    Depois ela agradece com um abraço e diz que é bom não sentir vergonha dos pais. Porque algumas amiguinhas dela não conseguem se sentir à vontade nem pra pedir ajuda no banheiro pra família.

    Beijo,
    Ingrid

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde a todos , hoje minha filha de 8 anos teve uma aula de educação sexual na escola onde estuda que me deixou um pouco preocupado, pois a forma que foi abordado o assunto não me deixou satisfeito.
    Minha pergunta é : Qual a idade correta para o ínicio dessas aulas na escola ??? e de que forma deve ser abordada ??

    Att..

    Luca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luca na escola do meu filho estão falando este ano sobre educação sexual, mas por conta do conteúdo de ciências. Ele está no 5º ano e a turma tem entre 10 e 11 anos. Meu filho tem 9 anos.
      Se a forma como foi abordado te incomodou acredito que valha a pena ir conversar com a coordenação da escola.

      Excluir
    2. Boa tarde Viviane !!

      Obrigado pela ajuda, fui até a escola e conversei com os professores.

      Att..

      Luca

      Excluir
  4. Bom Dia, Viviane, meu filho tem 10 anos acabou de completar, sinto que essas perguntinhas vao acontecer jaja, tenho lido alguns blogs sobre o assunto, e as respostas sao sempre as mesmas, aguarde ele perguntar, vejo que minhas atitudes com ele talves nao condiz com a forma correta dita pelas publicaçoes, como por ex. cenas que a tv aberta mesmo mostra, cenas mais picantes de novelas ou ate mesmo de filmes que nos pegam desprevinidos, mesmo vendo o que vai passar nos filmes eles ainda nos pregam algumas peças, ai é a hora que nao sei bem o que fazer, devo pedir pra ele sair da sala? deixo e espero as perguntas, vejo que ele ja fica com certa curiosidade, nao sei bem como agir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evanilson, acho que você tem que fazer o que te deixa mais confortável em relação ao seu filho. Se você ainda não se sente a vontade em falar sobre o assunto com ele, peça orientação ao pediatra ou a um psicólogo (a). Aqui, quando estamos assistindo novela ou filme e aparece algo do tipo, sempre observo como meu filho se comporta e se vejo que ele está muito curioso, puxo assunto. As vezes ele não quer conversar na hora, mas depois aparece com uma pergunta ou outra. Procuro responder de forma natural. Sei que é difícil, as vezes nos sentimos constrangidos, mas é melhor eles perguntarem para a gente do que para um desconhecido, por exemplo. Boa sorte! ;)

      Excluir
    2. Grato pela atenção, Vou tentar fica mais a vontade quando surgir as perguntas. Tenha um bom dia.

      Excluir
  5. Meu filho de 8 anos tem me perguntado sobre sexo. Já explique como nasce o neném e como entra. Mas as perguntas agora Sao: quanto tempo dura o sexo, se você fica empipilhada em cima do papai, se tira toda roupa. Questões muito íntimas. Tenho respondido a verdade, mas esta difícil. Devo responder tudo o que ele pergunta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla! Pelo que você relatou, seu filho já teve algum contato visual com o ato sexual. Tente sondá-lo para saber onde e como foi. Peça ajuda ao seu marido para conversar com ele. Se preferir conversar por email vivisblogs@gmail.com
      Boa sorte! :)

      Excluir

Adoro receber comentários! Deixe sua opinião sobre o assunto para continuarmos o bate-papo! :-)

Siga-nos

Blogs das Amigas

#protestomaterno

#protestomaterno
Mães unidas por um Brasil melhor!
© Mãe Digital All rights reserved | Theme Designed by Seo Blogger Templates